A maior perdedora de 2014 foi a “grande imprensa”

pois é… e o pior é que gente que acha o máximo o fim da ordem democrática finge que não acredita no que crê, e fala em tom de ‘inteligência’: não voto no pt nem no psdb, nem assisto globobo!
isso é um perigo. quem não se manifesta, beneficia um dos lados…

bloglimpinhoecheiroso

Globo_Nazismo02

A TV Globo, O Globo, Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo, revistas Época e Veja abdicaram do jornalismo para descambar na panfletagem política.

Daniel Quiost, via Brasil 247

Finalmente chega ao fim este 2014, um ano com todo o jeitão de “ano facultativo”. Carnaval, semana santa, 11 feriados nacionais diversos? Bem, isso é para um ano comum, ordinário.

Fato é que 2014 contou com uma surpreendente Copa do Mundo de Futebol em junho e, também, com concorridas eleições presidenciais em outubro. Isso fez toda a diferença – festa, mais festa e novas festas.

Futebol e política, democracia em todo seu esplendor – vibração incomum se estendendo nos campos de futebol de 12 capitais brasileiras, manifestações a favor e contra, Black Blocs, ruas incendiadas.

É exatamente este o 2014 que entra em nossa História. Tempo de desafios, decisão entre modelos de governança, escolha entre visões de mundo, opção entre…

View original post 516 more words

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s